Aliadas Literárias

quarta-feira, 25 de maio de 2016

[ESPECIAL] 10 Momentos Cenas Épicas para os Nerds

Texto: Victor Vasconcelos


Dessa vez trazemos para vocês, os 10 momentos mais épicos para os nerds, em homenagem ao "Dia do Orgulho Nerd", que é comemorado hoje (25), e já que data foi escolhida para comemorar a première do primeiro filme da série Star Wars, o Episódio IV: Uma Nova Esperança, em 25 de maio de 1977.

Então confira nossa listinha, e nos digam quais os seus momentos preferidos:

1. O Hobbit: A Desolação de Smaug - Uma das nossas cenas favoritas é quando o dragão Smaug fala "I am fire, i am.... Death"




2. Star Wars Episódio V: O Império Contra-Ataca - Cena mais conhecida de toda a saga de Star Wars, quando descobrimos que Darth Vader é o pai de Luke Skywalker




3. O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel - Uma das frases mais épica de "O Senhor dos Anéis", é dita pelo personagem Gandalf, a conhecida “You Shall Not Pass”


4. 300 - O filme trouxe para nós 300 espartanos na batalha contra o "deus-rei" Xerxes, e nisso temos a cena "This is Sparta"


5. X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido - Uma das cenas que os fãs de X-Men adoram é o personagem Mercúrio desacelerando o tempo e salvando as pessoas, dentre elas o próprio Professor Xavier.




6. Homem de Ferro - Para os fãs da Marvel, um dos momentos mais épicos é o final do primeiro filme do Homem de Ferro, em que Tony Stark revela ser o super-herói


7. Os Vingadores - Uma das lutas mais memoráveis desse filme é a de Hulk contra Loki, em que o grandão refere-se ao irmão de Thor, como "Deus Fraco"



8. Batman vs. Superman - A luta entre os dois heróis mais preferidos da DC, tornou-se uma das maiores pancadarias do mundo cinematográfico, e tornou-se uma das nossos momentos épicos.




9. Deadpool - Uma das maiores bilheterias de 2016, Deadpool mostrou-se ser um dos melhores personagens da Marvel, e sua procura por Francis em seu filme, foi uma das melhores sequência de cenas para os fãs.




10. Capitão América: Guerra Civil - Quem estava preparado para o maior embate de todos os tempos, no momento em que Steve Rogers inicia sua luta com Tony Stark, mostra como ficou a amizade entre os dois




Read more ...

terça-feira, 24 de maio de 2016

[CRITICA] Star Wars - O Despertar da Força

Texto: Victor Vasconcelos


  • País: EUA
  • Classificação: livre
  • Estreia: 17 de Dezembro de 2015
  • Duração: 2h 15 min
  • Direção: J.J. Abrams
  • Roteiro: J.J. Abrams , Lawrence Kasdan
  • Elenco: Domhnall Gleeson , Harrison Ford , Andy Serkis , Carrie Fisher , Gwendoline Christie , Oscar Isaac , Mark Hamill
  • Distribuidor: DISNEY / BUENA VISTA
  • Ano de produção: 2015

Sinopse: Décadas após a queda de Darth Vader e do Império, surge uma nova ameaça: a Primeira Ordem, uma organização sombria que busca minar o poder da República e que tem Kylo Ren (Adam Driver), o General Hux (Domhnall Gleeson) e o Líder Supremo Snoke (Andy Serkis) como principais expoentes. Eles conseguem capturar Poe Dameron (Oscar Isaac), um dos principais pilotos da Resistência, que antes de ser preso envia através do pequeno robô BB-8 o mapa de onde vive o mitológico Luke Skywalker (Mark Hamill). Ao fugir pelo deserto, BB-8 encontra a jovem Rey (Daisy Ridley), que vive sozinha catando destroços de naves antigas. Paralelamente, Poe recebe a ajuda de Finn (John Boyega), um stormtrooper que decide abandonar o posto repentinamente. Juntos, eles escapam do domínio da Primeira Ordem.


Imagine fazer um filme que traz todas as características de um filme com mais de 40 anos, pois é, J.J, Abrams conseguiu, trouxe o despertar de uma nova trilogia, seguindo o conceito do primeiro filme da franquia que representou a jornada do herói, com direito a mestres, um droide com uma informação valiosa, um possível par romântico, e traumas familiares, Rey(Daisy Ridley) é o novo Luke, com o seu possível irmão Kylo Ren(Adam Driver) na posição de Darth Vader e uma nova ameaça dos lado negro que é a Primeira ordem(o novo Império).


Com Rey uma personagem feminina como protagonista temos duas quebras de preconceito, sabendo que uma mulher pode sim dominar a força e ser uma das mais cativantes protagonistas da franquia e também vemos a introdução da cultura geek (Já estava na hora!), com isso muitos novos fãs de Star Wars nasceram e os antigos fãs viram a nova esperança de vivenciar novamente a experiência única de ver um Jedi novamente, com seu sabre de luz e usando a força.



Do outro lado vemos Kylo, que já nasceu com um pai muito mito, e uma avô muito fanático, vemos que ele não é de todo mal, mas sim ele deseja ficar e ser tão temido quanto seu avô, que também possui uma jornada, tendo que vencer sua fraqueza para ter mais desempenho, pois o que parece é que ele seja comandante dos cavaleiros de Ren. 



Os personagens clássicos como Han Solo(Harrison Ford) nosso "entregador", Chewbacca(Peter Mayhew) o guarda-costas, Leia(Carrie Fisher) a princesa, Luke(Mark Hamill) nosso querido Jedi, Poe Dameron(Oscar Isaac) o melhor piloto da galáxia, C3-PO e R2-D2, são que realmente mexem com o publico novato pois não entendem muito bem as referencias, mas ficou tão bem adaptado que isso não foi problema, a maioria entendeu e interagiu com as cenas.


Essa obra deixou os fãs com uma expectativa muito grande do que está por vir, realmente quero que continue sendo assim, Star Wars sempre surpreendendo, parabéns pelo encaixe dos atuais personagens com a historia dos antigos,ficou tão bem desenvolvido que não parecia uma nova trilogia, mas sim a continuação das velhas, para formar uma saga.

Read more ...

terça-feira, 17 de maio de 2016

[CRÍTICA] Angry Birds - O Filme

Texto: Carolina Sousa


  • Data de lançamento: 12 de maio de 2016
  • Duração: 1h 38min
  • Direção: Clay Kaytis, Fergal Reilly
  • Elenco: Jason Sudeikis, Maya Rudolph, Josh Gad mais
  • Gêneros: Animação, Família, Comédia
  • Nacionalidades: Eua, Finlândia
  • Distribuidor: SONY PICTURES
  • Ano de produção: 2016

Sinopse: Adaptação do jogo Angry Birds, uma das maiores franquias mundiais de entretenimento, o filme vai contar a história de Red, um pássaro com problemas para controlar seu estresse, o veloz Chuck e o volátil Bomba, amigos que nunca tiveram seus valores reconhecidos. Quando misteriosos porquinhos verdes invadem a ilha onde moram, estes improváveis heróis serão os responsáveis por descobrir qual o plano da gangue suína.

O filme Angry Birds chegou para iniciar a era dos filmes adaptados de jogos, e como já possui um público abrangente, existe a chance de já garantir muitos fãs.

Lançado em 2016, conhecemos Red, um pássaro muito raivo e estressado, que trabalha como palhaço em festas infantis, e nisso se atrasa uma vez e acaba estragando a festa de uma criança, indo parar no tribunal, sendo acusado de estragar a comemoração e nisso é condenado afazer um curso anti-estresse, e nisso conhecemos mais três pássaros, o Chuck, o Bomba e Terêncio, que viram amigos de Red, além da professora Matilda que tenta ajudar o nosso protagonista a controlar a raiva.

Porém, do nada é avistado um navio enorme, que trás abordo vários porcos liderados por Leonard, durante um período Leonard se faz de bom moço, e dis que veio apenas para visitar, mas Red já levanta as suspeitas das más intenções dos porcos, e assim se inicia as aventuras da história.

O filme estreou no Brasil em 12 de Maio, sendo uma animação, e já se encaixa no gênero de comédia. Sua direção ficou por conta de Clay Kaytis e Fergal Reilly, e roteiro de Jon Vitti.

A história é bem básica, é um entretenimento familiar preparado mais para crianças, dando uma nota 10 para sua animação, e com uma dublagem brasileira bem adaptada. São personagens que o público não vai estranhar, principalmente irá se identificar bastante com a personalidade de Red, porque todos tem seus momentos de estresse.

Angry Birds já é uma marca bem conhecida, são jogos, blusas, brinquedos, mochilas e vários outros produtos que participam do agrado nacional e internacional, e que à vinda de uma adaptação cinematográfica irá atrair os fãs, e admiradores do próprio game, e consequentemente dar uma grande bilheteria para o próprio.

O seu elenco não é tão famoso, contando com  Jason Sudeikis, Josh Gad, Danny McBride, Bill Hader, Maya Rudolph, e Peter Dinklage, porém a dublagem brasileira conta com nomes conhecidos pela população como Marcelo Adnet, Dani Calabresa, Fábio Porchat, Pathy dos Reis e outros, que realmente fez uma dublagem agradável aos ouvidos.

Por fim, o filme é bem trabalhado, traz uma diversão estilo Sessão da Tarde, tranquilo e leve que qualquer um poderá se divertir, sendo assim uma história curta e prazerosa, que poderá arrancar boas gargalhadas.

Bom filme, e nos digam o que acharam dele :)
Read more ...

sábado, 14 de maio de 2016

[CRÍTICA] Um Homem Entre Gigantes

Texto: Carolina Sousa


  • Data de lançamento: 3 de março de 2016 
  • Duração: 2h 03min
  • Direção: Peter Landesman
  • Elenco: Will Smith, Alec Baldwin, Albert Brooks mais
  • Gênero: Drama
  • Nacionalidades: Eua, Reino unido, Austrália
  • Distribuidor: SONY PICTURES
  • Ano de produção: 2015
Sinopse: Dr. Bennet Omalu (Will Smith), neuropatologista forense, diagnostica um severo trauma cerebral em um jogador de futebol americano e, investigando o assunto, descobre se tratar de um mal comum entre os profissionais do esporte. Determinado a reverter o quadro e expôr para o mundo a grave situação, ele trava uma guerra contra a poderosa NFL.


Baseado no romance "Game Brain" de Jeanne Marie Laskas, e ser uma história verídica, o filme "Concussion" (título em inglês), traz Will Smith na pele de Bennet Omalu, um patologista nigeriano que após fazer a autópsia do corpo de Mike Webster, um ex jogador de futebol americano, ele descobre que a vítima possuía um grave dano cerebral, e assim concluiu que a morte deste jogador foi resultado de efeitos de repetidos traumas na cabeça, chamando esse distúrbio de "Encefalopatia Traumática Crônica", ou, ETC.

Bennet, começa a publicar diversos artigos sobre o ETC, porém são todos descartados pela Liga Nacional de Futebol Americano, a NFL. Durante os anos em que a história se passa, três jogadores já falecidos, possuíam os mesmo sintomas de Mike Webster, e assim começa o desenrolar de toda a trama.

O filme além de abordar todas as pesquisas feitas por Omalu, vemos também o desenvolvimento da sua vida pessoal, havendo passagens em seu romance com Prema Mutiso, e a vontade do neuropatologista em querer ser considerado como cidadão americano. Durante um tempo ele se muda de Pittsburgh e passa a morar em Lodi, Califórnia.

A trama conta com o roteiro do próprio diretor Peter Landesman, a produção de Ridley Scott, Giannina Scott, David Woltroff, Larry Shuman e Elizabeth Cantillon, um elenco de estrelas com Will Smith, Alec Baldwin, Gugu Mbatha-Raw, e Albert Brooks, sendo lançado nos Estados Unidos em Dezembro de 2015, mas no Brasil apenas em Março de 2016.

A interpretação de Will Smith está sensacional, tratando de um esporte que não se faz muito presente no Brasil, mas é bastante admirado nos Estados Unidos, e esse filme merecia sim uma indicação ao Oscar, principalmente na categoria de melhor ator, pois sua postura, atuação, a versatilidade que ele mostra poderia ter sido mais reconhecida.

Por fim, o filme traz não só apenas atuações incríveis, mas uma história verdadeira que por muitos anos foi ignorada pela NFL, e uma curiosidade é que durante anos existe uma ação judicial entre ex-jogadores versus a própria liga, para o ressarcimento para os ex atletas, então assistam e vejam uma das maiores atuações de Will Smith
Read more ...

sexta-feira, 13 de maio de 2016

[CRÍTICA] The Big Bang Theory - 9° Temporada

Texto: Carolina Sousa


  • Ano produção: 2015
  • Direção: Mark Cendrowski
  • Estreia: 21 de Setembro de 2015
  • Duração: 23 min. aprox.
  • Gênero: Comédia
  • Países de Origem: Estados Unidos da América
  • Criado por: Bill Prady, Chuck Lorre (2007)
  • Elenco: Jim Parsons, Johnny Galecki, Kaley Cuoco, mais


Ontem chegava ao fim à nona temporada de The Big Bang Theory, e dessa vez essa temporada trouxe enormes surpresas para os fãs, dando continuidade em como ficaria o relacionamento de Sheldon e Amy, e o futuro casamento de Leonard e Penny, porém do jeito que a série está de pé, provavelmente seu fim deve estar próximo, já que eles estão com suas vidas estabelecidas, trabalhando e planejando seu futuro.

A temporada possuiu seus momentos épicos, casamento, "coito", gravidez, e vários outros, só não cito os nomes por conta de ser spoiler. The Big Bang Theory chegou em um momento em que a sua essência, de dois nerd que são incapaz de terem vidas sociais está acabando, agora todos estão com suas vidas,

O último episódio terminou da mesma maneira que a oitava temporada: "Onde está o casamento?". No episódio 24, Penny prometeu para sua sogra que irá fazer um novo casamento com Leonard para que seus familiares e amigos tenham a oportunidade de assistirem, porém ao fim desse episodio, não há, terminando assim.

A série teve sua nona temporada estreada em 2015, no dia 21 de setembro, chegando a sua season finale dia 12 de maio de 2016, contando com 24 episódios. A atual temporada conseguiu ser melhor que a anterior, ainda arrancando boas gargalhadas de seu público.

Os atores vem fazendo seus papéis muito bem, o roteiro realmente está muito engraçado, mas pela evolução deles, eu estou prevendo uma 10° temporada bem melhor que essa, e com as reviravoltas dessa, tenham mais alguns "buracos" para esclarecerem, como: Sheldon ainda vai pedir Amy em casamento? E o segundo casamente de Penny e Leonard? O Raj vai se estabilizar?, entre várias outras.

Então você assiste The Big Bang Theory?? Me conta o que acha da série e o que você espera da décima temporada.


Read more ...

quinta-feira, 12 de maio de 2016

[ESPECIAL] 6 Autores e seus Livros Favoritos

Texto: Carolina Sousa


Já imaginou saber qual o livro favorito do seu autor preferido? Fizemos essa pergunta à 6 deles e descobrimos que são vários:

Pergunta: Você como autor(a), qual seria seu livro favorito e porque? E se ele influenciou na sua história.

Augusto Alvarenga (Um Amor, Um Café & Nova York 1 e 2, Doze por Doze, 1+1 A Matemática do Amor)

"Olha, eu AMO Como Eu Era Antes de Você, À Procura de Audrey... Todos da Paula Pimenta, AMO o Batidas Perdidas (Da Bianca Briones...)
Ai, é tão difícil"







FML Pepper (Trilogia Não Pare)

"Apesar de ser muito antigo, seria 'E o vento levou...', de Margaret Mitchell, não é uma história tradicional, é uma história muito antiga, e tal, mas até hoje mexe com meu coração, a profundidade, densidade dos personagens, especial dos dois protagonistas, assim eu sou realmente apaixonada, por causa da riqueza de detalhes da trama, pela profundidade dos personagens, pela característica impressionante que dá ritmo a história e de escrever coisas reais.
É uma história que é minha paixão, apesar de não ter esses padrões assim fantásticos, como são os meus prediletos, nesse sentido aí, já seria "Drácula" de Bram Stoker, porque a forma que ele descreve Drácula e todo o surgimento dele, me deixa até hoje de queixo caído, mas por incrível que pareça quem influenciou a minha história, não foi nenhum dos dois livros, mas sim o livro "A Menina que Roubava Livros", de Mark Suzak, que era narrado pela Morte, que me deixou realmente encantada e comecei a imaginar 'e se a morte tivesse sentimentos, e se a ceifeira apaixonasse pela pessoa que ela teria que matar", e assim surgiu a ideia para a minha trilogia, a trilogia 'Não Pare'"

Graciela Mayrink (A Namorada do Meu Melhor Amigo, Quando o Vento Sumiu, Até Eu Te Encontrar)

"Meu livro favorito e que sempre digo que gostaria de ter escrito é O Encontro Marcado, do Fernando Sabino. Eu amo Sabino, pela forma simples e direta, mas ao mesmo tempo encantadora que ele escreve. O Encontro me marcou muito quando comecei a escrever pensando em publicar, escrever de uma forma profissional mesmo porque me identifiquei muito com o personagem principal do livro, que tinha o sonho de ser escritor. É uma profissão difícil no Brasil, ainda não muito valorizada e conseguir uma publicação em uma boa editora é extremamente difícil. O Encontro Marcado conta a vida dele desde pequeno em Belo Horizonte até a mudança para o Rio, onde exerce outra profissão enquanto busca seu sonho. A tentativa de alcançar seu objetivo em meio às dificuldades me ajudaram muito, mas não sei dizer ao certo até que ponto há alguma influência do livro nas minhas histórias. Eu costumo brincar que minha meta é escrever tão bem e tão diretamente quando o Fernando Sabino e espero consegui isso."

Rebbeca Cruz (Sob o Seu Domínio)

"Não tenho um livro favorito, na verdade.  Tenho alguns autores favoritos e entre eles Norah Roberts que me influenciou muito na escrita.  Mas gosto de histórias com características próprias e isso tenho e sempre vou ter nos meus livros.  São coisas que ninguém espera e que vão chamar a atenção do leitor.  Minhas histórias não são por influência de outras,  porque sempre procuro colocar algo inédito ou inexplorado.  Mas alguns fatos ou situações acabam sendo envolvidos nas páginas."

Renan Carvalho (Série Supernova)

"É difícil definir um livro, mas pode considerar jogos vorazes. Por ser a primeira distopia YA que li, me fez ter uma visao diferente dos mundos distópicos, agora voltados ao mercado infanto-juvenil. O livro me ajudou a ambientar melhor a trama de Supernova"






Tatiana Amaral (Trilogia Função CEO, Série O Professor, entre outros)

"Eu amo muito a Saga Crepúsculo e resolvi colocar estes livros em primeiro lugar porque foi depois desta leitura que descobri a vontade que eu tinha de escrever. Foi como uma magia, eu li e ficou um vazio dentro de mim. Minha mente começou a fervilhar e eu tive que colocar para fora de alguma maneira, então comecei a escrever. Ainda hoje eu penso neles quando inicio um novo livro.
Mas tenho alguns livros mais atuais que ganharam o meu coração, como a Série Perdida, da Carina Rissi, que é tão apaixonante que vivo aguardando por mais. No mundo da Luna, da Carina Rissi também me deixou bem feliz. Fazendo uma linha mais parecida com a minha temos a Halice Frs, com Enigma - Segredos & Mentiras, que eu sofro esperando o último livro e Obsessão da mesma autora."
E aí algum desses é seu favorito?? 
Read more ...

quarta-feira, 11 de maio de 2016

[RESENHA] Simon vs. a agenda Homo Sapiens

Texto: Carolina Sousa


  • Autor: Becky Albertalli
  • ISBN-13: 9788580578928
  • ISBN-10: 8580578922
  • Ano: 2016 / Páginas: 272
  • Idioma: português 
  • Editora: Intrínseca
  • Tradução: Regiane Winarski
Sinopse: Simon tem dezesseis anos e é gay, mas ninguém sabe. Sair ou não do armário é um drama que ele prefere deixar para depois. Tudo muda quando Martin, o bobão da escola, descobre uma troca de e-mails entre Simon e um garoto misterioso que se identifica como Blue e que a cada dia faz o coração de Simon bater mais forte. 
Martin começa a chantageá-lo, e, se Simon não ceder, seu segredo cairá na boca de todos. Pior: sua relação com Blue poderá chegar ao fim, antes mesmo de começar. 
Agora, o adolescente avesso a mudanças precisará encontrar uma forma de sair de sua zona de conforto e dar uma chance à felicidade ao lado do menino mais confuso e encantador que ele já conheceu.
Uma história que trata com naturalidade e bom humor de questões delicadas, explorando a difícil tarefa que é amadurecer e as mudanças e os dilemas pelos quais todos nós, adolescentes ou não, precisamos enfrentar para nos encontrarmos.
Lançado em 2016 pela Editora Intrínseca, temos um romance nascendo através da internet, onde a autora Becky tentou mostrar como uma pessoa pode se apaixonar por outra através de trocas de emails, mas enfim vamos falar dessa obra que me fez ficar grudada dia e noite por um fim já esperado.

Simon tem 16 anos e é gay, e através de um comentário que ele faz em uma postagem de um Tumblr, ele conhece Blue, assim ele começa a se relacionar quase diariamente com Blue através de emails, onde detalha sua vida, o que aconteceu, e a vontade que tem de conhecê-lo. Porém o relacionamento deles dois vai evoluindo, até que chega um momento em que Simon sem querer deixa seu email aberto na sala da biblioteca e nisso seu colega Martin ao tentar entrar no seu email, é redirecionado para o de Simon e assim descobre que há uma troca de emails entre o protagonista e Blue.

Após Martin tirar tirar várias capturas de tela do email de Simon, ele vai chantageá-lo, e assim sem saber o que fazer, e sabendo que não poderia se expor, e principalmente expor Blue, ele aceita as chantagens. Durante todo o livro vemos o desenrolar de toda a história, a chantagem, o romance, a vontade de Simon em se encontrar com Blue, e várias outras.

O livro "Simon vs. a Agenda Homo Sapiens", foi o primeiro que li com essa temática que aborda a homossexualidade, pois para muitos adolescentes, a história de Simon é a mesma de muitos, pois ficam com medo de falar abertamente com os pais e começam a se relacionar pela internet, e Blue é um personagem tão enigmático que ficamos achando que qualquer personagem que se relacionar com Simon pode ser ele, pois um fato que o livro deixa bem claro é que Blue estuda na mesma escola que ele.

Os personagem secundários são tão lindos, buscam sempre tentar trazer o melhor para Simon, principalmente a personagem Abby, participa tão ativamente no livro que nos envolve na amizade que ela busca ter, e Nick e Leah que procuram sempre manter a amizade de anos unidos. 

A leitura é leve, extremamente rápida, pois conta com poucas páginas, pois o livro é tão envolvente que a cada capítulo você vê sempre qual personagem pode ser Blue, além de que não encontrei nenhum erro de ortografia. O título é em relação à um troca de emails entre os dois. São 35 capítulos, alguns trazem o dia a dia do personagem e outro alguns emails.

A capa é linda, bastante chamativa com esse vermelho. Além disso achei bastante proveitoso as dicas de músicas que têm no livro, já que algumas fazem parte do meu gosto, fiquei só na vontade de ver Nick cantar com seu violão. A única descrição para esse livro é "FOFO", é um livro extremamente foto e que trazem coisas de diferentes pontos de vista. 
Read more ...

domingo, 8 de maio de 2016

[ESPECIAL] Mamães Leitoras

Texto: Carolina Sousa


Você já se imaginou como funciona a vida daquelas mães que são leitoras viciadas, mas que têm que se organizar trabalham e cuidando dos filhos, mas sim elas deram um jeito. Vamos ver como funciona na vida de algumas delas??

A pergunta foi feita através do grupo Loucas e Loucos por Livros, então vem ver a resposta:
  • Camila Bernardini: "Tenho dois filhos e já li 40 livros esse ano kk."
  • Cleide Pires Ribeiro: "Sou mãe de dois filhos, durante o dia é corrido, então só leio a noite, quando os coloco para dormir."
  • Daiane Andrade: "Tenho gêmeos de 4 anos. Até 1 ano foi meio complicado. Como disse a Suelen Lemos li ate amamentando. Depois desse período já melhorou com horários definidos d sono. Hoje ta uma maravilha enquanto ficam brincando eu fico junto lendo."
  • Geliene Oliveira: "Sim...Dá para ler tranquilamente! Desde que você não tenha pressa e fraciona seu tempo. Leio no ônibus, em casa, no trabalho (no meu intervalo) e se bobear até quando vou na casa da minha mãe e sogra. Como faço artesanato para relaxar um pouco procuro ler... Não tenho pressa para ler meus livros porque gosto de saborear as histórias, agora dizer que não leio porquê me falta tempo digo que é mentira, pois as pessoas podem ler nem que for pelo menos 2 páginas por dia."
  • Karla Cristina: "Vale para filha de 11 anos? Rsrsrs lemos juntas, dando uma pausa e cada uma comenta a sua história. Isso acontece desde q ela tinha uns 7 anos. Antes disso eu lia muuuiiito para ela, depois deixava ela explicando para o pai suas histórias (as que eu tinha lido) e ia ler os meus! Hoje somos duas loucas por livros kkkk graças a Deus!"
  • Priscila Tigre: "Eu sou mãe de uma menina de 5 anos, leio dentro do ônibus indo trabalhar e voltando,e quando ela dorme ai por 22 hrs eu fico lendo até 00 hrs. Final de semana não leio muito,só quando ela dorme,porque o restante do tempo a atenção é dela."
  • Suelen Lemos: "Aff já fiz de tudo pra ler até amamentar lendo kkk Mas hoje prefiro ler quando minha filha está dormindo."
Para todas as mães leitoras no Brasil, desejamos à vocês um feliz Dia das Mães, e que esse dia seja repleto de felicidades e momentos aos lados de seus filhos.
Read more ...

Aliadas Literárias

Site de filmes e livros, para levar conteúdos ao público e mostrar pontos de vistas diferentes em determinados assuntos.

Fale Conosco

Nome *

E-mail *

Mensagem *